Energia & Informação

Existe uma frase do Hélio Couto que eu adoro: “Em última instância. Matéria não existe.”  Sim, isso mesmo. Matéria não existe e a ciência sabe disso. O autor Hans Peter Dürr é categórico e já afirma no próprio título de seu livro “Es gibt keine Materie!” – Matéria não existe.  

A famosa equação de Einstein E=mc2 comprova isso.  Então é correto afirmar que tudo é energia. Tudo, absolutamente tudo, é energia. 

Nós somos feitos de energia, a cadeira é feita de energia, a mesa é feita de energia. Matéria é energia condensada, energia densa.  

Quando você imerge no interior da matéria, você descobre os átomos, compostos de neutros, prótons e elétrons. E mais adiante, você descobre que o átomo é feito de partículas subatômicas, que por sua vez são, nada mais, nada menos do que pacotes de energia e informação.

Pacotes de energia é justamente o termo de onde deriva o termo Quanta, plural de Quantum, o menor valor que certas grandezas físicas podem apresentar. 

Inclusive tem uma frase do Deepak Chopra que diz que “essa cadeira em que você está sentado não é nada mais do que energia e informação”.

Sendo assim, no nível subatômico, você está sentado em energia e informação… Ele fala num tom divertido, mas Deepak Chopra está certíssimo.  

Ora, vejam bem:  A energia se propaga em ondas, ondas emitem vibração, a frequência é a medição desta vibração. 

Ou seja, a frequência é o número de oscilações da onda, pra cima e pra baixo, em um determinado tempo, em um determinado período.  

Então, pode-se dizer que a frequência é a medição da informação, referente a onda, referente a qualidade da vibração e a quantidade de ciclos, por exemplo.  

Portanto, é através da frequência que você acessa a informação.  

Querem ver exemplo fácil pra entender como a gente acessa a frequência e com ela, a informação?

O exemplo do rádio.

Pra você sintonizar uma estação de rádio que toque Samba, você tem que escolher 97.7 por exemplo, se você escolher outra estação, escuta Música Clássica, na outra, você escuta Rock e assim por diante.

Ou seja, ao sintonizar uma frequência, você está acessando a informação que aquela frequência traz.

Mas o ponto que eu quero chegar aqui, é o seguinte:

Ter consciência de que ao lidar com energia, estamos lidando com Energia & Informação ao mesmo tempo, nos ajuda, e muito, nas sessões de cura energética. 

“Eu bato muito nesta tecla e repito aos meus alunos de Reiki:

Onde está a sua intenção, está a sua energia.”

Mas afinal, o que é intenção?  

Intenção é aquilo que se pretende fazer, é o seu propósito, plano, ideia.

Quando você, mentalmente, joga uma intenção, você está , na verdade, jogando informação.

Vamos supor, uma energia estagnada, uma energia que está causando um bloqueio, por exemplo, nas costas do seu consulente. Aí você joga, mentalmente, uma intenção de amor, de cura, serenidade, confiança, auto estima.

Essa intenção, junto com os símbolos, junto com a aplicação Reiki e as técnicas apreendidas no Reiki, 1, 2 e 3, vai mexer, vai movimentar, vai transmutar aquela energia estagnada.

Porque?

Porque você está dando um outro significado a ela.

Você está ressignificando aquela energia. Colocando as suas informações naquela energia. E ali começa uma nova dinâmica, abre-se um fluxo e acontece o desbloqueio energético.  

Por isso que no Reiki, muito se fala sobre a intenção.

A intenção nos rituais de abertura, a intenção na oração no início de uma sessão. Porque ali você já está colocando toda a informação, todo o seu propósito no trabalho.  

Seguindo esse raciocínio; você consegue imaginar o poder dos símbolos do Reiki e toda a sua egrégora? Quanta informação contém Cho Ku Rei para curas no nível físico?

O próprio Hon Sha Ze Sho Nen, um símbolo poderosíssimo que a gente aprende no Reiki Nível 2, ligado as questões mentais… capaz de fazer limpezas emocionais no passado, ou cocriar o futuro.  

Enfim, ao usar esses símbolos a gente acessa toda a gama de informação que eles contêm, com toda a sua egrégora! Imagina, a força de diversas pessoas conectadas com esses símbolos ao redor do mundo? É maravilhoso.

Podemos, por essas e por outras afirmar, sem algum receio, que Energia e Informação estão intrinsicamente ligadas!

Energia carrega Informação e Informação carrega Energia.

E se a Energia é absolutamente tudo, e tudo que isso é. Pode-se dizer tranquilamente que energia é informação.

Eu espero que você tenha gostado do artigo. Faça seus comentários, me diga se você tem algo a acrescentar segundo sua própria experiência.

Eu estou à disposição pra elucidar qualquer dúvida.

Se você gostou do artigo, deixe o seu like, compartilhe com alguém que curta o assunto que abordamos aqui.

Se inscreva no canal pra dar aquela força energética pra gente!

Muito obrigado e até breve! 



Siga-nos no Instagram:

https://www.instagram.com/quantomaisreikimelhor/

Mais artigos como este? Clique Aqui

O que é Energia, Vibração e Frequência?

Nikola Tesla um dia falou: Se quiser entender os segredos do Universo, pense em Energia, Vibração e Frequência. Muito bom.

Mas antes de entendermos o Universo, vamos entender o que é Energia, Vibração e Frequência? 

Na Física a energia esta associada à capacidade de qualquer corpo produzir trabalho, ação ou movimento. 

E hoje se sabe que a energia se propaga em ondas. 

Ondas emitem vibração. 

Que é o que a gente vê quando joga uma pedra no lago. 

A frequência nada mais é do que a medição desta vibração. 

Ou seja, a frequência é o número de oscilações da onda, pra cima e pra baixo, em um determinado tempo, em um determinado período. 


Se você se interessa por assuntos como esse, relacionados à cura energética, Reiki e Filosofia Quântica, se inscreva no nosso blog para acompanhar nossos artigos.


Siga-nos no Instagram:

https://www.instagram.com/quantomaisreikimelhor/

Mais artigos como este? Clique Aqui

O Princípio da Incerteza de Heisenberg

O Princípio da Incerteza de Heisenberg afirma que no mundo subatômico você não pode ter duas informações precisas ao mesmo tempo.

Quando você observa um elétron, por exemplo, e você, por curiosidade, quer saber a posição exata de onde ele está, você interfere na velocidade dele. E se você quiser saber, com precisão, a velocidade do elétron, você interfere na posição dele.

O ato de observar é o ato de interferir.

Por que?

Simples.

Pra você observar seja lá o que for, você tem que ter luz! Mas a luz é energia. E quanto mais precisão você quiser, mais luz você vai ter que usar, e isso implica em mais energia.

E o elétron, uma partícula minúscula no mundo subatômico, é influenciado pela carga de luz ou energia que você coloca.

É como se você tivesse dando uma “tacada” no elétron.

Então você interfere no estado dele.

Você não tem como observar essa realidade subatômica, sem interferir nela.  

Por isso, Heisenberg afirmou que a realidade do mundo subatômico só é possível ser determinada através de possibilidades, de probabilidades.

Einstein combateu a teoria de Heisenberg e na altura chegou a afirmar: “Deus não joga dados ao acaso”.

Mas hoje sabe-se que sim.

O mundo subatômico, o mundo do muito minúsculo, o mundo dos prótons, nêutrons e elétrons, o mundo dos átomos funciona sim através de probabilidades e possibilidades.

Isso já é provado e evidenciado em inúmeros experimentos. 

Tanto que o conceituado astrofísico Steve Hawking chegou a mencionar:

“Deus não só joga dados ao acaso, como de vez quando os esconde nos lugares mais inusitados”.


Siga-nos no Instagram:

https://www.instagram.com/quantomaisreikimelhor/

Mais artigos como este? Clique Aqui