O Corpo Energético

As glândulas endócrinas

As glândulas endócrinas são responsáveis pela produção de hormônios, ou seja, substâncias químicas que regulam várias funções do corpo humano. Conheça um pouco das funções de cada uma e o seu Chakra correspondente:

Glândula Pineal – ou epífise neural, é uma glândula de tamanho pequeno localizada na parte central do cérebro humano. Tem como função secretar a melatonina, hormônio responsável pela regulação dos ritmos do corpo (ciclos circadiano), relógio biológico e o sono. O seu Chakra correspondente é o 7° Chackra – Coronário (do sânscrito: “Sahasrara – O lótus das mil pétalas)

Hipófise – conhecida como glândula pituitária localiza-se abaixo do hipotálamo, na base do crânio. É dividida em duas partes: Hipófise Anterior e Hipófise Posterior. Os hormônios da Hipófise desempenham um papel fundamental no controle das funções metabólicas por todo o corpo. Como por exemplo, a multiplicação das células, o metabolismo da glicose, das proteínas e das gorduras. Controla ainda a excreção de água na urina e promove o desenvolvimento da glândula mamaria e a produção de leite. Além de tantas outra funções, o hipotálamo ainda controla o ciclo sono-vigília e o apetite. O Chakra correspondente é o 6° Chackra – Frontal (do sânscrito: “Anja” – Centro de comando).

Glândula Tireóide  sua principal função é a regulação do metabolismo corporal. Ela é localizada na parte anterior do pescoço. Tem função importante no crescimento e desenvolvimento influindo, inclusive, no ciclo menstrual e na fertilidade. O Chakra correspondente é o 5° Chakra – Laríngeo (do sânscrito: Vishudda – O purificador).

Timo –  palavra derivada do grego e significa “energia vital”. Localizado na parte superior do tórax é um grande centro responsável pelo sistema imunitário, em recém-nascidos e crianças é bem desenvolvido. O Chakra correspondente é o 4° Chakra – Cardíaco (do sânscrito: Anahata – Invicto)

Pâncreas – Glândula localizada do lado esquerdo do abdômen, entre a coluna vertebral e o estômago. O pâncreas desenvolve hormônios como: a insulina e o glucagon. O primeiro é incumbido de reduzir a concentração de açúcar no sangue. O Chakra correspondente é o 3° Chakra – Umbilical ou Plexo Solar (do sânscrito: Manipura – Cidade das jóias).

Gônadas – Age no sistema urinário e reprodutor: as gônadas são os testículos e os ovários, responsáveis  pelos hormonios masculinos e femininos envolvendo reprodução e ciclo da maturidade. O Chakra correspondente é o 2° Chackra – Sacro (do sânscrito: “Svadhisthana – Morada do prazer)

Glândulas suprarrenais –  situam-se acima dos rins e produzem a adrenalina, hormônio que prepara o corpo para a ação. Os efeitos da adrenalina no organismo são: Taquicardia: o coração dispara e impulsiona mais sangue para as pernas e braços, aumentando a capacidade de correr ou de se exaltar em situações tensas; Aumento da frequência respiratória e da taxa de glicose no sangue, liberando mais energia para as células; Contração dos vasos sanguíneos da pele, de modo que o organismo envia mais sangue para os músculos esqueléticos e, por isso, ficamos “pálidos de susto” e também “gelados de medo”. O Chakra correspondente é o 1° Chackra – Raíz ou Básico  (do sânscrito: Muladhara – Base de apoio).

glândulas_endócrinas_quanto_mais_reiki_melhor

O Corpo Energético, O que são Chakras?

O corpo energético

backlit beach dawn dusk
Photo by Cedric Lim on Pexels.com

Os primeiros manuscritos sobre cura energética remontam a mais de cinco mil anos. E apareceram pela primeira vez na Índia nas escrituras hindus, conhecidas por Upanishads. Existem também referêcias sobre o assunto nos textos originais dedicados a medicina tradicional chinesa, escritos na mesma época.

Diferentes culturas ancestrais concebem um sistema de cura baseado em um fluxo de energia, que é o fundamento de toda a vida, proveniente de uma energia maior, uma energia vital ou universal. No Japão, esta energia vital corresponde à palavra Ki (de onde oriunda a palavra Reiki), na China, é conhecida como “Chi”, os hindus a chamam de “Prana” e os cristãos a ela se referem como o “Espírito Santo”.

Além da energia vital ou universal concebida pelos diversos sistemas de cura, é também proferido o conceito de que nosso corpo humano é permeado por uma energia sutil. Para essa energia subjacente no corpo humano, existem diversas designações, como por exemplo, corpo astral, corpo etérico, campo áurico, corpo sutil, corpo espiritual, e tantos outros exemplos.

De como essa energia sutil é descrita ou localizada, existem muitas semelhanças e divergências. A quantidade de corpos energéticos que permeiam o corpo físico também não é unânime. Há culturas que afirmam que são sete, outras afirmam que são nove, outras vão mais além. Enfim, não há um acordo quanto a isso. Mas, o fato é que conhecemos e sobretudo sentimos os efeitos desta energia sutil no nosso próprio corpo.

De culturas milenares, dois sistemas de cura energética se destacaram e ambos vêem do Oriente; os sistemas de cura da China e da Índia. É importante notar que existem relatos sobre cura energética dos povos incas, dos egípcios, dos índios Cherokee, do Tibete, e de tantos outros, mas por enquanto, vamos apenas nos dedicar a alguns dos conceitos dos sistemas de cura da medicina tradicional da Índia, Ayurveda.

Clique AQUI para saber o que são Chakras & Nadis


Fontes:
Les Chakras – L’anatomie occulte de l’homme – Coquet

Der Energiekörper des Menschen – Handbuch der feinstofflichen Anatomie – Cyndi Dale

Energie Heilung – Die Kräfte des Energiekörpers wahrnehmen, harmonisieren, nutzen – Ann Marie Chiasson

Chakra Selbsterapie in sieben Stufen – Jean Pierre Crittin

workshops

Palestra e Mini-Workshop “Saúde Vibracional” no CEBRAC em Zurique

Saude-Vibracional-Workshop-Cebrac

A Palestra e Mini-Workshop “Saúde Vibracional” visa esclarecer, de forma simples e prática, como a noção de Saúde e Doença estão correlacionadas com os conceitos compreendidos pela Fisíca Quantica sobre o que é Energia, Vibração e Frequência.

Durante a palestra serão abordados e explicados os seguintes conceitos:
1- O que é saúde/doença e o processo de cura
2- O que é Vibração, Frequência e Energia segundo a Física Quântica
3- O que é Saúde Vibracional e Cura Energética
4- Exercícios práticos: 7 formas de elevar sua frequência vibratória

Palestra & Mini Workshop realizado por Marcelo Madeira
VAGAS LIMITADAS
Faça sua inscrição por Whatsapp +41 76 799 14 55 ou pelo formulário abaixo:


Duração: 1 hora e ½
– Palestra de 1 hora com ½ hora de espaço para Debate – Perguntas & Respostas.
Local: CEBRAC – Quellenstrasse 25, 8005 Zürich
Hora: 19h
Entrada: Fr. 10,- para sócios Fr.20,- para não-sócios do CEBRAC
Aprecio muito a oportunidade de poder realizar a Palestra e Mini-Workshop “Saúde Vibracional” com o CEBRAC e desde já agradeço o interesse com a certeza que será um evento proveitosos para todos os participantes!

Leia a sinopse completa do workshop AQUI

Mais sobre o Autor: www.marcelolivros.com
Atividades

Exercício de Visualização

Um simples exercício para elevar suas vibrações e ajudar a sentir-se bem.

Tente passar de 10 à 15 minutos imaginando como seria a sua vida perfeita.

Conte ao universo exatamente o que é que você deseja manifestar em sua vida.

1- Tente imaginar:

O que você está fazendo?

Como você está vestido?

Com quem você quer passar seu tempo?

Imagine e desfrute na sua imaginação essa vida perfeita, sinta as emoções positivas que vão surgindo, isso é extremamente poderoso.


2- Depois de feito o exercício:

Elogie-se e diga tudo o que você quer ver nascer de dentro de você.

Diga por exemplo:

“Hoje estou me sentindo forte, saudável, vibrando uma luz, uma paz, uma beleza e uma felicidade tão grande, que por onde quer que eu passe estarei espalhando luz e boas energias a todos que cruzam o meu caminho. Cada dia que passa estou me magnetizando mais e mais e atraindo para mim com essa luz tudo o que necessito em minha vida”.


Comece hoje mesmo esse pequeno exercício. Tente fazê-lo diariamente, e sinta no decorrer dos primeiros dias sua vibração e energia interior elevar-se cada vez mais.

 

Expansão da Consciência

Como atua o Reiki?

Eu ouço muitas pessoas me afirmarem: “Ah, mas eu preciso ter fé para que o Reiki funcione”. Sinceramente, muitas vezes eu fico calado, mas chegou a hora de dizer uma coisa: A energia está aí. Acredite ou não, a energia está aí atuando sobre você. E o Reiki é justamente isso; uma técnica japonesa de canalização desta energia. É uma técnica usada com o intuito de focar estas energia, a energia universal que permeia o universo e a energia vital que permeia os seres vivos. E os japoneses são bons nisso, em focar, em se concentrar.

A primeira coisa que tem que se ter em mente é se conscientizar destas energias que permeiam você e o universo. É a conscientização de que estas energias unem você ao universo. E para trazer esta consciência a vocês, eu não preciso de nenhum discurso esotérico, religioso ou muito menos místico. Basta conhecer o que a ciência do século 21 tem dito sobre “Matéria e Energia”.

A menos de 400 km de Zurique, cientistas do mundo inteiro trabalham pra responder esta e uma outra série de perguntas relacionadas a matéria e energia, no CERN em Genebra. Mas para entender o que esses cientistas fazem, temos que retomar a ciência no tempo dos gregos. Pois foram os gregos que falaram pela primeira vez da existência do átomo, que acreditavam ser a menor partícula de matéria do universo. Por isso deram a essa partícula o nome de átomo que em grego quer dizer: indivisível.

Os gregos já sabiam que toda matéria é constituída de átomos, pequenas particulas microscópicas como tijolinhos que juntas formam a matéria. Então, todos os objetos que nos rodeiam são feitos de átomos. Nós mesmos, aqui em carne e osso, somos matéria, feitos de átomos.

atomo
O átomo

Mais tarde, séculos depois, os cientistas descobriram que o átomo não é a menor partícula do universo e conseguiram dividí-lo em particulas menores, dentre elas, a mais famosa; o Quark. E então, os cientistas começaram a observar como se operavam estas partículas subatômicas e começaram a medir e a monitorar o comportamento destas partículas. Descobriram que o átomo é constituído de prótons, elétrons e neutrons que orbitam ao redor de um núcleo. E então, os cientistas muito curiosos resolveram medir o comportamento dessas partículas subatômicas e realizaram no século 19 um experimento que revolucionou a ciência moderna.

Os cientistas ao lançarem elétrons em direção a uma placa com duas fendas, notaram que surgiam um padrão completamente diferente do esperado, em vez de criarem duas linhas nos formatos das fendas, criou-se um padrão de interferência como se agissem como ondas, ou seja, surgiram várias linhas na placa atrás da fenda. Então os cientistas ficaram encafifados e acharam que o primeiro experimento havia falhado, e resolveram repetir um segundo experimento, e aí o resultado se mostrou normal, dentro do esperado, os elétrons novamente passaram pelas duas fenda e criaram duas linhas, como seria o normal. Mas eles precisavam repetir o experimento pra a comprovação final e descartar de vez o primeiro experimento, e lançaram mais uma vez os eletróns, e desta vez, os eletróns se comportaram novamente como ondas deixando uma série de linhas na placa atrás da fenda. Repetiram inúmeras vezes e os resultados se alternavam. Aí os cientistas chegaram a desconcertante conclusão: o elétron se comportava ora como partícula, ora como onda.

Dualidade Onda/Partícula
Experimento da Dupla Fenda e a dualidade Onda/Partícula

Esse experimento conhecido como experimento da Fenda Dupla, mostra que toda esta realidade que nos cerca é também feita de ondas. Um elétron é partícula e é onda ao mesmo tempo. E isso põe em cheque todo o paradigma materialista que consiste na idéia de que a substância primordial do universo é a matéria, mas não é…

Mesmo que o materialismo científico não entenda até hoje o que de fato acontece na mecânica quântica, esses preceitos da dualidade onda/partícula estão em toda a nossa tecnologia eletrônica, desde aparelhos de rádio, computadores, celulares, enfim, esse dualismo permeia toda nossa vida diária. Muito foi feito na área tecnológica depois que cientistas descobriram que uma partícula é onda e partícula ao mesmo tempo.

Mas, vocês devem estar se perguntando: O que isso tem a ver com o Reiki?

Ora, para que a gente entenda como se opera a energia Reiki, nós temos que nos distanciarmos do materialismo científico e prestar atenção quando a Mecânica Quântica afirma que o átomo e suas divisões subátômicas se comportam ora como partículas, ora como onda. Ao se comportarem como ondas, emitem frequências vibratórias, e frequências vibratórias emitem energia. Toda onda é energia. Portanto, no modelo da Mecânica Quântica, a Matéria sai dos holofotes para dar lugar a Energia.

Se somos constituídos de átomos e átomos são constituídos de elétrons e elétrons se comportam também como ondas, é fácil supor que nós também emitimos ondas, e se ondas emitem uma frequência vibracional, é fácil também supor que cada corpo emite uma frequência vibracional. E são essas ondas emitidas em nosso entorno que deteminam o campo energético.

ondas eletromagneticas
Ondas eletromagnéticas

E o Reiki trabalha justamente no campo energético, na busca do equilíbrio energético dos corpos, tanto em seres humanos, quanto em animais ou plantas. A técnica do Reiki desenvolvida no Japão faz com que sintonizamos nossas frequências em estados vibracionais mais positivos e mais elevados.

Como se fossemos pequenos rádios de pilha a procura de uma estação, se mexermos o dial mais pra direita só encontraremos ruídos e estática, um pouco mais pra esquerda e sintonizamos a estação desejada para escutar o programa que buscávamos. Portanto, o Reiki ajuda-nos a sintonizar na estação desejada, na frequência da saúde, na frequência da paz interior, na frequência do amor…

O Reiki ajuda-nos a sintonizar na estação desejada
O Reiki ajuda-nos a sintonizar na estação desejada

E pra sentir na pele os beneficios do Reiki, não precisamos entender de mecânica quântica, do mesmo jeito que pra acender a luz da sala não precisamos entender de eletrônica. Basta sabermos que o comportamento do átmos do qual fazemos parte, nos dá a dica de como funciona nosso corpo energético e que a técnica Reiki nos serve para harmonizar não só a energia que nos permeia (Rei) como também a energia que emana de nós (Ki).

Aprenda com o Reiki a manusear a energia a seu favor
Aprenda com o Reiki a manusear a energia a seu favor

 

 

 

 

 

Terapia Reiki

O que é Reiki?

A palavra Reiki é a junção de duas palavras japonesas: Rei; a essência energética Cósmica que permeia todas as coisas e a palavra Ki que significa a energia vital individual que flui e mantêm todos os organismos vivos.

Se o nível de “energia vital” apresentar baixos indíces, nosso corpo se torna mais propenso a doenças, mal estar e estresse. Ao restabelecer o nível de energia a índices normais, passamos a nos sentir mais felizes, bem dispostos, saudáveis e até mesmo mais seguros de si.

As técnicas de aplicação do Reiki favorecem a reposição de energia, a redução do estresse, o relaxamento, dentre outros benefícios corporais, espirituais e emocionais.

O tratamento é feito através da imposição das mãos. O aplicador paira as mãos, sem mesmo tocá-las, sobre o corpo do receptor em pontos específicos relacionados aos nossos centros de energia. Ao receber o Reiki é muito comum a pessoa sentir-se extremamante relaxada minutos após o incio da sessão.

É recomendado que a aplicação do Reiki seja feita sempre por um terapeuta habilitado, mas existe a possibilidade da técnica da auto aplicação que pode ser ministrada por você mesmo, a qualquer hora do dia, basta conhecer as técnicas de reposição de energia através dos ensinamentos Reiki.

Todos nós temos a habilidade de transferir ou canalizar energia, alguns são mais treinados do que outros, exercitam mais do que outros, estudam, observam e desenvolvem uma certa sensilidade. Tudo é uma questão de treino, mas o fator principal é permitir dentro de si o desenvolvimento de sentimentos nobres, como a compaixão, a paciência e o amor.

Por isso, quando estudamos as técnicas Reiki, estudamos também os príncípios que nada tem a ver com religião, dogmas ou seita, são príncipios apenas que se seguidos diariamente nos fazem vibrar numa frequencia mais alta, numa frequência de luz.


Clique AQUI para conhecer os benefícios Reiki?

 

O que são Chakras?

Os sete Chakras principais

Há uma relação muito estreita entre Reiki e os Chakras. Na primeira iniciação de Reiki, por exemplo, é preciso que o mestre sintonize a energia do iniciado através da ativação de quatro Chakras, o coronário, o frontal, o laríngeo e o cardíaco.

Os Chakras são centros de energia do corpo humano, pelos quais flui a energia universal. Eles são ao mesmo tempo transmissores e transformadores de energia, uma vez que a sua função é cuidar do desempenho do nosso ser físico, mental, emocional e espiritual. Portanto, para um corpo manter-se saudável em todos os níveis, a energia dos chakras deve sempre estar em harmonia.

Segundo a tradição oriental, as doenças são o resultado de um desequilíbrio energético, ocasionadas por um acúmulo ou uma carência de energia em alguma parte do organismo. Tal desequilíbrio energético pode ser originado por problemas emocionais, mentais, ou mesmo espirituais e passa a manifestar-se com disfunções e distúrbios no corpo físico. Por isso a importância de agir sobre os Chakras. Ao harmonizá-los podemos reequilibrar os distúrbios físicos e as desarmonias energéticas.

Os sete principais Chakras ficam localizados ao longo da coluna vertebral do corpo humano e, segundo a Tradição Hindu, seguem as cores do arco-íris.

chakras-quanto_mais_reiki_melhor_marcelo_candido_madeira

  • 1° Chackra – Raíz ou Básico  (do sânscrito: Muladhara – Base de apoio)

  • 2° Chackra – Sacro (do sânscrito: “Svadhisthana” – Morada do prazer)

  • 3° Chakra – Plexo Solar (do sânscrito: “Manipura” – Cidade das jóias)

  •  4° Chakra – Cardíaco (do sânscrito: “Anahata” – Invicto)

  • 5° Chakra – Laríngeo (do sânscrito: “Vishudda” – O purificador)

  • 6° Chackra – Frontal (do sânscrito: “Anja” – Centro de comando)

  • 7° Chackra – Coronário (do sânscrito: “Sahasrara” – O lótus das mil pétalas)


Se você tem algum comentário ou pergunta sobre este ou qualquer outro tema, entre em contato conosco.

 

 

O que são Chakras?

Chakras secundários

Embora o título sugira uma função subordinada, os Chakras secundários são tão importantes quanto os Chakras principais. A única diferença é que eles não estão apenas alinhados ao longo da cabeça ou da coluna vertebral, mas também são encontrados em diferentes pontos do nosso corpo e da nossa Aura. Além disso, existem Chakras que agem cerca de 20 cemtímetros acima da cabeça e abaixo dos pés, nas camadas da aura externa, cerca de 20 centímetros abaixo do chão.

Há um número indeterminado de Chakras secundários no corpo humano. A literatura Hindu enumera cerca de 88 mil Chakras ao todo. Só nas palmas das mãos temos cerca de 35 em cada.

Os Chakras secundários dependem dos Chakras principais, o mesmo é dizer que se um Chacra principal estiver desequilibrado, os seus Chacras secundários correspondentes também estarão em desequilíbrio.

É importante ressaltar que tantos os Chakras principais como os Chakras secundários regulam o fluxo de energia responsável para manter o equilíbrio entre o espírito e o corpo físico de um indivíduo.

Portanto, para se manter saudável em todos os níveis, ou seja, no nível físico, mental, emocional e espiritual, todos os Chakras tem que estar bem harmonizados.

A seguir, alguns dos Chakras secundários mais importantes na terapia Reiki.


Os Chakras das Mãos

Os centros de energia das mãos estão conectados ao Chakra do coração. São pontos de entrada e saída de energia. Estão localizados principalmente nas extremidades do dedo e nas palmas das mãos.

Os Chakras dos Cotovelos

Os cotovelos têm a ver com a nossa capacidade de relacionamento e mobilidade. Estes centros de energia se bem harmonizados são capazes de impor limites e de nos defender. Está muito relacionado ao engajamento perante a vida.

Os Chakras dos Joelhos

Estes pequenos Chakras tem como função transformar ou regular a quantidade de energia que deve entrar no corpo. Ele lida com o aprendizado e os ensinamentos. Uma das suas características marcantes é a flexibilidade em lidar com grandes quantidades de energia.

Os Chakras dos Tornozelos

Os Chakras dos tornozelos ajudam a nos manter flexíveis e maleáveis durante as mudanças na vida.  Ele também atuam na capacidade de sermos versáteis nas formas de como ganhar o nosso sustento.

Os Chakras das Solas dos Pés

Estão relacionados ao aterramento, às questões terrenas, ao planeta Terra. Ele promove o apoio para que você possa se levantar e viver os seus propósitos na vida. É comum não darmos tanto valor ou atenção para nossos pés, mas são eles que nos dão o suporte que precisamos, que nos carregam e nos movimentam. Os Chakras dos pés promovem nossa estabilidade em geral.

 

O que são Chakras?

1° Chackra – Raíz ou Básico  (do sânscrito: Muladhara – Base de apoio)

1° Chacra – Raíz ou Básico  (do sânscrito: Muladhara – Base de apoio)

Palavra chave: Expressão Criativa

Localização: Na base da coluna vertebral, na altura o cóccix

Cor:  Vermelha

Nota Musical: 

Entoação do Mantra: LAM

Elemento: Terra

Está conectado com: Pés e pernas

Correlação física: Rins, bexiga, genitália, coluna vertebral, quadris

Funções: Expressão criativa, vontade de viver, sobrevivência, força, segurança, fertilidade, associação, confiança, reações de fuga ou combate, amor próprio.

Disfunções: (Caso o Chakra não esteja harmonizado)

No plano emocional: Medo de estar no mundo, sentir-se ameaçado, agressividade, posicionamentos defensivos, falta de confiança, imprevisibilidade, não saber dizer “não”, inclinação a ataques de pânico.

No plano físico: Diarréia crônica, inflamação intestinal, constipação, hemorróidas, impotência, problemas no intestino grosso, coluna vertebral e cóccix.
O que são Chakras?

2° Chakra – Sacro (do sânscrito: “Svadhisthana” – Morada do prazer)

2° Chakra – Sacro (do sânscrito: “Svadhisthana” – Morada do prazer)

Palavra chave: Entusiamo pela vida

Localização: No umbigo

Cor:  Laranja

Nota Musical: 

Entoação do Mantra: VAM

Elemento: Água

Está conectado com: Tornozelos e pulsos

Correlação física: Órgãos reprodutivos (testículos e ovários), aparelho digestivo, rins, bexiga e ureta.

Funções: Vitalidade, entusiasmo pela vida, sexualidade, sensualidade, afeto, sentimentos, sensações, relacionamentos, intimidade, prazer, percepção sensorial, ânsia, respeito próprio.

Disfunções: (Caso o Chakra não esteja harmonizado)

No plano emocional: Falta de amor próprio e auto-aceitação, dificuldade em lidar com emoções, sem satisfação sexual (frigidez, impotência, ejaculação precoce).

No plano físico: Problemas na genitália, prótasta, órgãos reprodutivos, intestino delgado e grosso, bexiga e estômago.