A Gula

Dos sete pecados capitais, a Gula é o mais aceito e até o mais difundido em nossa sociedade. É comum vermos nas famílias, vovós com receitas deliciosas de doces e guloseimas feitas com muito carinho aos filhos e netos.

Na época dos grandes mosteiros na Europa medieval, as imagens que nos vem à mente são de monges obesos em romances como Romeu e Julieta ou Robin Hood. 

A origem da Gula como pecado capital remonta aos meados dos anos 300 depois de Cristo, quando o teólogo e monge grego Evágrio do Ponto redigiu uma lista que, segundo ele, seriam os oito sintomas da doença do espírito: (1) Gula, (2) Avareza, (3) Luxúria, (4) Ira, (5) Melancolia, (6) Depressão, (7) Vaidade e (8) Orgulho. A Gula encabeçava a lista como o distúrbio mais grave.  

Com o passar dos séculos, a igreja católica foi reformulando aos poucos a idéia de pecado, a “Melancolia” foi substituída por “Preguiça” e a “Depressão” foi suprimida da lista, passando assim de oito para os sete pecados que conhecemos hoje. 

Quando Evágrio do Ponto redigiu as oito doenças do espírito, definiu com mais precisão o que seria de fato a Gula. Segundo ele, o sintoma estaria ligado à gula em si, bem como todas as formas de patologias orais. Por patologia entende-se uma disfunção do organismo humano. Hoje a psicanálise conhece as marcas deixadas por certos traumas de infância, principalmente na fase da amamentação.

Casos graves de ansiedade ou angústia podem levar ao indivíduo a ingerir grandes quantidades de comida, trazendo doenças como a Bulimia, ou ao contrário, rejeitando qualquer alimento ou bebida, o que caracteriza a Anorexia. Não precisamos citar exemplos tão drásticos. Basta reparar que quando nos sentimos ansiosos por uma prova, ou problemas no trabalho, tendemos a ingerir alimentos à revelia e até mais rápido do que de costume.  

Os monges ortodoxos da região do Monte Athos, na Grécia, costumam propor a prece para evitar excessos ou impulsos alimentares. No livro da espiritualidade ortodoxa “Os recitais do peregrino russo”, é solicitado a um capitão que leia os salmos do evangelho no momento em que ele se dirige à uma garrafa de rum. A leitura dos salmos provoca uma salivação suficiente para acalmá-lo e cortar sua vontade de beber.

Além disso, é comum ler relatos de antigos monges que propõem “ruminar” ou “mastigar” as palavras de Deus. No sentido de saborear e digerir melhor cada palavra através da oração.  

Muitos teólogos afirmam que a Gula é um dos pecados que mais abrangem os vícios de outros pecados por estar especificamente ligado ao excesso. Aristóteles acreditava que não há felicidade sem a busca da virtude, que por sua vez, é contrária aos extremos, tanto na carência como no excesso.

A felicidade seria então, segundo o filósofo grego, uma contínua moderação de nossos prazeres, o tal caminho do meio proposto por Budha. “Aos excessos, prefira a medida, o equilíbrio e a discrição” dizem os monges tibetanos. Mas hoje em dia convenhamos, é difícil resistir a tentação de um cremoso bolo achocolatado embalado em promessas de felicidade num anúncio da televisão.  

Marcelo Candido Madeira 

https://www.ocandura.com/

Curso O FUNDAMENTO em Zurique!

Essa Classe de Access Consciousness® é um convite para transformação. 04 dias intensivos para mudar a sua realidade. Os meninos da consciência : Rodrigo Dantas e Douglas Rodrigues estarão em Zurique, especialmente para oferecer essa classe em português. E se você reconhecer a sua potência? E se você tiver inúmeras ferramentas para usar em seu dia a dia? Potentes processos energéticos verbais e corparais desenhados para oferecer mais facilidade para sua vida? E processos corporais que você também usar em suas sessões!
Como seria sua vida sem as crenças negativas, julgamentos, pontos de vista? e tudo isso que compramos mas que não funciona mais para nossa vida?
Tudo na vida vem a mim com facilidade, alegria e glória!

Como será a sua vida daqui um ano se escolher essa imensa contribuição?


Pré requisitos: 01 classe Barras de Access
Site Access Consciousness ®️
https://www.accessconsciousness.com

O que o curso: O Fundamento:
https://www.youtube.com/watch?v=TeornPnNDWg&t=10s

Link grupo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/LF1K7XsLjxU1ofdouupoci

Conheça um pouco sobre Os meninos da consciência:

Mais informações: Anna Brandão: 33 676 07 95 31
annamsbrandao@gmail.com

Depressão ou Tristeza?

Quando o auto julgamento se transforma em doença?

Photo by Samuel Silitonga on Pexels.com

Olá queridos seres infinitos,

Hoje quero falar com vocês sobre a depressão.

Uma em cada 05 pessoas já sofreram ou sofrem disso. Mesmo sendo algo já muito falado, ainda existe muito pré conceito e desinformação.

Alguns anos atrás, já estive nesse lugar. havia terminado uma faculdade de 05 anos, fazia estágio e trabalhava ao mesmo tempo, não folguei durante 2 anos, sofri abuso moral e psicológico por parte de um chefe, problemas financeiros e minha mãe com depressão profunda. Procurei ajuda de médica e psicológica.

Entenda, a depressão não veio com um acontecimento, mas foi a forma em que lidei com aquela porcaria toda. Isso explica, como duas pessoas podem reagir totalmente diferente na mesma situação! Como o seu mental vai processar tudo isso? Quais as crenças você está trazendo para sua realidade para justificar, entender ou explicar algum acontecimento?

Importante dizer que o médico, vai tratar o sintoma com medicamentos e assim oferecer alívio para você continuar em seu cotidiano e a terapia vai te oferecer ferramentas para você mudar suas crenças, para o seu auto conhecimento, para você resignificar (dar outro significado) etc. Por isso a importância desses tratamentos serem feitos em conjunto.

Apenas remédios não vão curar a depressão!

Procurar ajuda, se disponibilizar a mudança, se permitir sair do trauma e drama na qual fomos ensindados a esolher, é algo muito corajoso! Uma vez que a sociedade nos ensina que precisamos ser fortes. Tenho muita admiração por todos os pacientes e alunos que já tive ao escolherem mudar suas vidas!

Depressão e tristeza são coisas diferentes. A depressão é um estado emocional com sentimentos prolongados de tristeza, culpa, fracasso, desesperança, inutilidade, perda ou aumento do apetite, muito ou pouco sono, dores pelo corpo. Alteração nos sentidos: A vida é cinza….Comida sem sabor…sentimentos anestesiados…

Se a causa da depressão não é um acontecimento em específico, mas a forma como lidamos com eventos seja do dia a dia, uma expectativa que não se realizou, mudanças, traumas etc. Como estão as suas crenças com relação a tudo isso? Como estão seus jugamentos? Sinto-me uma fraude?

E se hoje puder ser o começo para uma vida com menos auto crítica e julgamentos e mais aceitação? Menos resistência e mais permissão?

Uma ferramenta maravilhosa que ensinamos no Curso Barras de Access ® e você pode começar a fazer agora mesmo, se chama: A QUEM PERTENCE ISSO? A quem pertence isso? A quem pertence isso? Passe alguns dias perguntado isso. Se ficar mais leve dentro de você diga: Devolvo ao remente com consciência anexado.

Essa ferramenta é simples e traz consciência pois as crenças que temos, os julgamentos, pontos de vista na grande maioria das vezes de fato, não são nossos! Tudo isso é a forma com que aprendemos a lidar com a vida. Aprendemos isso com nossos pais, na escola etc. E o quanto ainda insistimos em usar isso para justificar uma vida que não está mais funcionando?

Como psicóloga entendo que a depressão é algo sério e tem tirado a vida e destruído pessoas e famílias. Mas tem tratamento! Procure um profissional o quanto antes! ou mesmo que não tenha depressão mas queira melhorar ainda mais sua vida.

Mesmo que você viva em outro país existe a possibilidade de fazer isso online também em seu idioma!

Todo ser humano nesse Planeta deveria fazer algum tipo de terapia.

Pratique diariamente a gratidão, seja para você mesmo a bondade que espera do Mundo! Não isole, esteja com pessoas que elevam, tome sol, use roupas coloridas.

Se isso foi importânte para você, compartilhe para seus amigos.

Um grande abraço com luz e cor!

Anna Brandão

Psicóloga e facilitadora de Barras de Access ®

Os dilemas da vida após a morte

Existe uma clara diferença entre Reencarnação e Ressurreição. A primeira é a migração da alma, depois da morte, de um corpo a outro. A segunda é o retorno à vida de um corpo que já morreu. A origem da palavra Ressurreição seria então “levantar-se” dos mortos, enquanto Reencarnação seria o processo do espírito tornar-se carne novamente.

Os antigos judeus conheciam a palavra Ressurreição das escrituras sagradas, mas o termo Reencarnação aparecia de forma vaga, pois não traziam uma clara noção sobre a ligação entre o corpo e a alma. Na Bíblia, há também inúmeras passagens sobre a ressurreição, mas poucos indícios sobre a Reencarnação, e os poucos indícios que há, são maus interpretados.

A doutrina cristã aceita com muitas reservas a Reencarnação, ao garantirem que somente através da nossa fé, pura e incondicional, é que obteremos a salvação, mediante Jesus Cristo. De fato, caso existisse a reencarnação, não haveria mais necessidade de acreditarmos em eternos paraísos ou purgatórios, nossa alma poderia renascer em outros corpos com a possibilidade de novas vivências e aprendizados.

Segundo o Espiritismo, a crença na reencarnação é o processo de purificação do ser humano, a santa escada que todos devem galgar para conquistar aos poucos sua morada celeste.O debate sobre a existência ou não da reencarnação acompanha a humanidade desde a noite dos tempos. Os egípcios acreditavam que as almas de suas múmias pudessem alcançar a vida após a morte.

Os gregos denominavam “Metempsicose” para se referir à transmigração das almas. No Budismo o conceito de reencarnação aparece na doutrina do Karma. A crença que a alma retorna a novos corpos sucessivamente parece ser uma lei universal.

Muitos pensadores e filósofos a admitiram em seus relatos, só para citar os mais famosos, Pitágoras, Platão, Sócrates, Kant, Schopenhauer, Shakespeare, Hegel, Goethe e outros.

A doutrina da Reencarnação consegue adeptos pelo mundo todo talvez pela sua capacidade de explicar os incontáveis problemas e enigmas que afligem a inteligência humana, como por exemplo, de onde viemos, para onde vamos, as mazelas provocadas por injustiças e desigualdades que assolam a Terra, ou ainda, porque uns têm mais talentos que outros e vocações diferentes para determinados fins.

A Reencarnação é a crença de dois terços da população mundial, segundo a teóloga Helena Blavatsky. No entanto, não importa se crermos, ou não, na vida após a morte, o mais importante é termos em mente que “não se deve deixar para amanhã o que se pode fazer hoje”.

Aqueles que acreditam somente na salvação divina esquecem de arregaçar as mangas para realizar melhorias essenciais para consigo mesmo, a tão adiada reforma interior, seja ela uma dieta, a retomada de um projeto antigo, uma viagem, cuidados com a saúde ou mesmo abolir os maus hábitos. Afinal, cabe a nós renovar nosso destino e disso não escaparemos, nem sequer em outras vidas.

O que são Barras de Access™?

“Empoderar as pessoas a saberem o que elas já sabem

E se você estivesse limitando os pensamentos, sentimentos e emoções que
poderia mudar com facilidade?

As barras consistem em 32 pontos de energia na cabeça.
Aqui pensamentos, idéias, atitudes, decisões, crenças e hábitos são armazenados em diferentes áreas da vida.

Ao tocar suavemente nessas faixas, elas permitem o acesso a essas memórias eletromagnéticas, padrões profundamente enraizados de pensamento e comportamento, crenças antigas e limitações que muitas vezes inconscientemente memorizamos, podem se dissipar.

Funciona nas seguintes áreas:

  • Dinheiro, controle, criatividade
  • Envelhecimento, sexualidade, corpo,
  • Tristeza, alegria, paz
  • Bondade, gratidão, comunicação
  • Cura

Barras de Access ajuda milhares de pessoas a mudar muitos aspectos de suas vidas.

As pessoas relatam melhora na saúde, facilidade de sono, perda de peso, melhor sexo e relacionamentos, alívio da ansiedade, menos estresse e muito mais …

Leia mais em https://www.accessconsciousness.com/pt-BR/

Curso Barras de Access® em Zurique

Foto por Victor Freitas em Pexels.com

Curso Barras de Access em Zurique em Glattpark

Facilitadora de Barras de Access e Psicóloga: Anna Brandão

O que eu posso ser ou fazer diferente hoje que mudaria todas as realidades imediatamente?

Tudo na vida vem a mim com facilidade alegria e glória! ® Barras de Access ® São 32 pontos ao redor da cabeça que quando são tocados, dissipa eletromagneticamente toda carga que não funciona mais para sua vida! Como bloqueios, julgamentos, crenças negativas, escassez, auto sabotagem. etc. Comprovado cientificamente.

E se fosse possível criar uma vida com mais leveza, facilidade e abundância?

Sem pré requisitos! Todos podem escolher esse curso. Em apenas um dia vc aprende a técnica, recebe duas sessões e aplica duas sessões. Após isso, torna-se practioner podendo atender, cuidar da família e e participar de grupos de trocas desse método.

Indicados inclusive para: insônias, estresse, ansiedade, depressão, TOC, TDAH, autismo, mulheres grávidas, crianças e idosos;

Essa ferramenta já está presente em mais de 170 países. Desde a década de 80.

Como seria você escolher uma vida que funciona para você?

Informações e inscrições: 33 676 07 95 31
annamsbrandao@gmail.com
Anna Brandão Psicóloga e facilitadora internacional de Barras de Access®


Limpeza Espiritual de 21 dias (Arcanjo Miguel)

Esta é uma psicografia do Arcanjo Miguel, feita pelo médium Greg Mize. O vídeo deverá ser visto durante os 21 dias, no horário que melhor lhe convier. Ou então, você pode ouvir apenas o áudio posicionando-se de modo confortável e despreocupado, focado no conteúdo da gravação.

Este processo limpa todas as limitações espirituais, conhecidas e desconhecidas, armas espirituais, parasitas mentais e do corpo emocional, entidades grudadas, formas-pensamento de todos os tipos (incluindo maldições, encantamentos, magias e feitiços) e os votos e acordos que mantém os dispositivos dentro de você.

Esta cura dispara um ciclo de limpeza de 21 dias que trará novas aberturas à sua vida de muitas formas. Na primeira ou segunda semana podem ocorrer sonhos estranhos. Também pode ser que você não tenha sonhos, fazendo um trabalho de processamento muito profundo. Em qualquer caso, não se preocupe, ambos são normais.

Coloque particular atenção na forma que suas próprias percepções do mundo possam mudar. Haverá sentimento de calma e clareza, trazendo um novo sentido de propósito e significado na vida. A vida melhorará em todas as áreas; Comece a limpeza de tudo o que está ligando externamente com o sofrimento!

Veja o vídeo ou ouça apenas o áudio, de preferência no horário em que ninguém vai interferir.

Cultivando a Resiliência em 07 passos.

Resiliência: Capacidade essencial para a Saúde Mental e Emocional.

Olá queridos Seres Infinitos!

Há algum tempo quero falar com vocês sobre esse tema maravilhoso, FUNDAMENTAL para os seres humanos e sobretudo para nós imigrantes, não podemos esquecer jamais dessa capacidade.

Essa palavra tem sido usada frequentemente a algum tempo. Mas você se considera uma pessoa resiliente? Você sabe como “cultivar” essa qualidade?

Segundo o dicionário, resiliência é a propriedade que alguns corpos apresentam de retornar a forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica.

Capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar a má sorte ou às mudanças.

Sabemos que morar em outro país é uma experiência que pode nos levar as situações de extrema mudanças: Cultural, climática, idioma, estar longe da família e uma série de eventos desafiadores.

Claro que quando saímos de nosso país, possuímos muitas expectativas, esperanças que tenhamos no mínimo uma vida melhor e mais abundante em vários sentidos. São muitos fatores e precisamos nos ajustar e reajustar muitas e muitas vezes. Ter flexibilidade, resistência e muita criatividade (característica que nós brasileiros fomos realmente abençoados).

A resiliência é uma qualidade essencial para nossa saúde mental: Como você fica quando toma os solavancos da vida? Como você fica após sair de um furacão de situações?

O ensinamento do bambu é fantástico para ilustrarmos isso: Apesar de sua simplicidade ele é resistente, enverga de um lado a outro e nunca quebra, sempre voltando ao seu estado original, embora a sua aparência possa parecer frágil, está sempre em comunidade. Até mesmo no inverno, o bambo pode ficar envergado meses com o peso da neve, mas na chegada da primavera a neve se derrete e ele volta ao seu estado original, como se nada tivesse acontecido.

Vou trazer agora 06 dicas para que possamos trabalhar a nossa resiliência e com isso nossa saúde mental e emocional:

  1. Não se isolar: Lembre-se que o bambu vive em grupo. A tendência de muitas pessoas é se isolar quando se mudam de país, isso não é uma boa ideia. Busque estar com outras pessoas que sejam POSITIVAS, participar de uma atividade em grupo, mesmo que essas pessoas sejam de outra nacionalidade.
  2. Se alimentar de alimentos frescos e oriundos do local em que vive atualmente: Alimentos frescos estão cheio de energia vital (energia de vida), e o alimento local fará com que você se sinta parte de desse lugar. Isso pode ser até mesmo um legume especial ou uma fruta. A primeira vez que consegui cozinhar os aspargos brancos da Região da Alsácia, me senti bem em estar de uma certa forma participando da cultura e contribuindo com os produtores locais.
  3. Fazer exercícios regulares: Fazer exercícios fará você liberar o hormônio Serotonina fazendo com que fique mais resistente a depressão e ao desânimo.
  4. Fazer planos a pequeno prazo e comemorar os pequenos resultados: Não seja tão duro e tão perfeccionista consigo mesmo. Temos um hábito terrível de exigir demais de nós mesmos. Sim! Merecemos comemorar todos os dias, cada pequena vitória, mesmo que aos seus olhos não seja grande coisa. Ver o resultado de pequenos planos vai melhorar a sua autoestima e assim estará mais forte para maiores desafios.
  5. Tomar Sol: O Sol é o nosso gerador de energia vital. Sabemos que na Europa os dias de sol são reduzidos. Mas a cada pequena oportunidade de sol aproveite. Assim ficará mais resistente a várias doenças inclusive a depressão.
  6. Esteja em contato com a natureza: A natureza não nos julga! Já percebeu o quanto nos sentimos acolhidos e em paz quando ficamos por algum tempo dentro de uma floresta. O quanto nos sentimos de “alma lavada” quando tomamos um banho de mar ou rio? Estar nesse ambiente, restabele nossa energia vital, nos recarrega para os desafios. Mesmo que você more em uma grande cidade, experimente uma caminhada e colocar seus pés sob a terra.
  7. Cuide de sua saúde mental: Faça terapia! Atualmente existem muitas opções maravilhosas de técnicas. Se preferir fazer isso em seu idioma natal, muitos profissionais atendem online. É muito importante ter um suporte, alguém qualificado para lhe ajudar a Ressignificar as questões e problemas do dia a dia. Esse cuidado vai fazer total diferença em sua vida.

Espero que esse pequeno texto tenha sido útil. E você, o que faz para se manter resiliente?

Um grande abraço!

Foto por Andre Furtado em Pexels.com

O Princípio da Incerteza de Heisenberg

atomo
O átomo

O Princípio da Incerteza de Heisenberg afirma que no mundo subatômico você não pode ter duas informações precisas ao mesmo tempo.

Quando você observa um elétron, por exemplo, e você, por curiosidade, quer saber a posição exata de onde ele está, você interfere na velocidade dele. E se você quiser saber, com precisão, a velocidade do elétron, você interfere na posição dele.

O ato de observar é o ato de interferir.

Por que?

Simples.

Pra você observar seja lá o que for, você tem que ter luz! Mas a luz é energia. E quanto mais precisão você quiser, mais luz você vai ter que usar, e isso implica em mais energia.

E o elétron, uma partícula minúscula no mundo subatômico, é influenciado pela carga de luz ou energia que você coloca.

É como se você tivesse dando uma “tacada” no elétron.

Então você interfere no estado dele.

Você não tem como observar essa realidade subatômica, sem interferir nela.  

Por isso, Heisenberg afirmou que a realidade do mundo subatômico só é possível ser determinada através de possibilidades, de probabilidades.

Einstein combateu a teoria de Heisenberg e na altura chegou a afirmar: “Deus não joga dados ao acaso”.

Mas hoje sabe-se que sim.

O mundo subatômico, o mundo do muito minúsculo, o mundo dos prótons, nêutrons e elétrons, o mundo dos átomos funciona sim através de probabilidades e possibilidades.

Isso já é provado e evidenciado em inúmeros experimentos. 

Tanto que o conceituado astrofísico Steve Hawking chegou a mencionar:

“Deus não só joga dados ao acaso, como de vez quando os esconde nos lugares mais inusitados”.


Marcelo Candido Madeira

Mais artigos como este? Clique Aqui

Aonde você estaria se escolhesse “Ser o Sucesso”

Bom dia lindos Seres Infinitos!

Hoje quero refletir um pouco sobre a nossa capacidade de alimentar a auto sabotagem e baixa auto estima para não sermos quem nós realmente somos em nossa total potencialidade e com isso não Ser o Sucesso.

Primeiro, quero perguntar: O que é sucesso para você? O que seria ser o sucesso para você? Não vou fechar essa pergunta, pois cada um tem uma definição, e cada um vai pensar em algo. Mas pense em tudo o que vale a pena e que funcione e flua para sua vida e o que te deixaria realizado.

Todos queremos mudar de vida, melhorar, ser feliz. Mas é muito cômodo alimentar o que nos paralisa: Um pensamento, uma crença negativa, um julgamento, como você queira chamar isso.

Quando eu era pequena, eu gostava de assistir o filme do Super-Homem, e em meu pensamento infantil, nunca entendi porque um Super-Herói deixava ser enfraquecer por uma “pedra”. E se essa “pedra” fosse seus julgamentos, pensamentos, crenças, auto sabotagens e baixa auto estima?

Ficar estagnado pode parecer mais confortável, mas isso demanda muito mais energia para continuar nesse estado. Pois estamos em um Planeta dinâmico, tudo está em constante movimento, em mudança, transformação e transmutação. E você é parte disso!

Pense comigo e sinta a energia dessas perguntas por alguns segundos: O que aconteceria comigo seu eu tivesse sucesso? Como seria a minha vida nesse espaço onde as coisas aconteceriam com mais facilidade? Eu teria os mesmos amigos? Iria nos mesmos lugares? O quão preocupado estou com o que as outras pessoas e minha família vai pensar de mim?

Você realmente está preocupado com o que as outras pessoas vão pensar de você?

Reflita sobre isso e sinta o que não deixa você ser o Sucesso que você já É, mas nunca reconheceu isso em você!

Apenas se permita fluir e reconhecer que isso pode ser mais fácil. E assuma o lugar de responsável pelas escolhas que virão com o sucesso.

Anna Maria Brandão

Foto por Paula Lavrador em Pexels.com